mensagem do

Diretor

TRÊS OBJETIVOS CULTURAIS CONSOLIDADOS

Numa fase de plena maturação da programação do Fórum Municipal Luísa Todi confirmam-se propostas timidamente esboçadas desde a reabertura desta casa de espetáculos e avançam-se novos polos de atração para novas rotinas que só enriquecem a programação e dão possibilidades de dilatar o ato cultural a novos públicos. Jazz de Outono na sua primeira edição procurará cumprir mais um objetivo, garantindo três variantes estéticas irmanadas por uma mesma prática de género musical de qualidade. Se a presença de uma grande cantora da nova geração, Rita Maria, marcará a sua estreia no Luísa Todi, garantindo também a presença de um notável grupo de jovens reunidos na Big Band Junior e que se apresenta também ao lado de outro grande artista, Filipe Raposo. Completando a oferta do primeiro Jazz de Outono com a emblemática Orquestra de Jazz de Matosinhos, refira-se ainda a poposta Elas e o Jazz, um grupo com os nomes de Marta Hugon, Joana Machado e Mariana Norton que completam as três noites de reportório jazzístico, sem que outros notáveis não deixem de estar presentes neste quadrimestre, geminados ou não com o Jazz, como Mário Laginha, Pedro Burmester, e os Saga Cega estes que se estreiam também agora entre nós. Se a V Temporada Sinfónica de Setúbal avança como um dado adquirido de qualidade e que mudou os hábitos de quem tinha necessidade de se deslocar a Lisboa para usufruir do grande reportório sinfónico, lírico e outros géneros afins, não posso deixar de subli- nhar entre muitas propostas aliciantes a do concerto inaugural com a participação do Coro e Orquestra Gulbenkian. Pela primeira vez em Setúbal a execução integral de Um Sonho de Uma Noite de Verão op. 61 de Mendelsshonn, segundo Shakespeare, marca de forma muito especial esta inauguração de temporada e até pelo simples facto de se tratar de uma apresentação pouco comum mesmo nas salas de concertos dos grandes centros musicais. Destaque-se a presença da soprano Patrycia Gabrel, a mezzo soprano Cátia Moreso, já premiada pelo menos duas vezes em Setúbal e os atores que se encarregam da narração do espetáculo Paula Lobo Antunes e Luís Madureira. Recorda-se com especial importância a direção musical de um grande maestro alemão, Michael Zilm, que se apresenta pela primeira vez na nossa cidade. De destacar ainda nesta vertente as colaborações imprescindíveis das Orquestras Metropolitana de Lisboa, Académica Metropolitana, Percursões da Metropolitana com a presença dos maestros Pedro Amaral, Jean-Marc Burfin, do barítono Tiago Gomes, da oboísta Sally Dean e da Orquestra Sinfónica Portuguesa.

O terceiro objetivo cumprido e alicerçado pertence à música de câmera através das IV Jornadas de Música de Câmera de Setúbal, cuja programação inaugural pertence ao violinista Bruno Monteiro acompanhado pelo pianista João Paulo Santos e que conta, também com a presença do Quarteto Lopes-Graça e dois convidados no concerto de encerramento das jornadas, para além da colaboração dos laureados de 2018 do Prémio Jovens Músicos da Antena 2. Cumpre-se assim a parte do acordo entre PJM e o projeto Luísa Todi Jovens Clássicos do FMLT. Mas a programação atinge todos os géneros de público, nomeadamente o do Teatro, com as marcantes presenças do encerramento da XX Festa do Teatro organizada pelo Teatro Estúdio Fontenova , que também apresenta proposta própria ao longo do quadrimestre, a presença do Teatro Animação de Setúbal e a companhia Gato SA com teatro físico e a apresentação da Companhia do Centro de Mimos de Varsóvia numa produção Ajagato. Paulo Gonzo fecha a V Série de Concertos Íntimos. João Braga e Deolinda Jesus representam o Fado e como habitualmente anunciam-se os tradicionais espetáculos de natal do Coral Infantil de Setúbal, do Coral Luísa Todi com Carlos Guilherme como convidado, da Academia Luísa Todi e da Academia de Dança Contemporânea de Setúbal. Falando de bailado refira-se a terminar Dezembro a terceira produção da Russian Classical Ballet, A Bela Adormecida com música de Tchaikovsky que dois dias antes terá a melhor sessão de preparação possível, através da sessão especial de natal escolhida por Lauro António com a famosa animação do mesmo tema apresentada com entrada livre, como habitualmente, às 17h do dia 25 de Dezembro. A prática de múltiplas assinaturas com preços irrecusáveis permitirá a presença de quem queira assistir às Jornadas de Música de Câmera ou da série Jazz de Outono, bem como a oferta do segundo bilhete no Dia Mundial da Música a quem compre um ingresso de Plateia. Cumprindo o estafado conceito de os últimos serem sempre os primeiros, numa confluência feliz de compatibilização de agendas e já em cima da hora de fechar esta publicação, foi finalmente confirmada a presença de Carlos do Carmo que muito nos honra e que seis anos após a reabertura do Fórum Municipal Luísa Todi nos visita. Seja bem vindo a Setúbal e muito especialmente à sala da Avenida que homenageia a cantora lírica portuguesa mais célebre de todos os tempos.

João Pereira Bastos

Diretor