mensagem do

Diretor

DEFINITIVAMENTE, O QUADRIMESTRE DOS FESTIVAIS.

O segundo quadrimestre, em temporadas anteriores, assinalou desde que existem os dois festivais de Setúbal mais representativos: o Festival de Música de Setúbal, cuja primeira edição se concretizou ainda antes da inauguração do recuperado Forum Municipal Luísa Todi, sempre com direção de Ian Ritchie, com o alto patrocínio da Helen Hamilyn Trust e da Câmara Municipal de Setúbal e a Festa do Teatro – Festival Internacional de Teatro de Setúbal numa organização do Teatro Estúdio Fonte Nova há dezenas de anos. Neste quadrimestre acresce à temporada um outro certame de apresentação conjunta dedicado integralmente ao público infantil - Bambolinices - e organizado pelo GATEM - Espelho Mágico. Todos os pormenores serão objeto de tratamento adequado nesta edição do Boletim, sobretudo os espetáculos no FMLT e a Festa do Teatro que mais tarde ocasionará uma edição em desdobrável da programação escolhida para fim de férias do ano 2018. Por coincidência um novo ciclo de cinema programado e apresentado por Lauro António inicia-se também na primeira segunda feira deste quadrimestre e de que se dá boa conta nas páginas seguintes. Desta feita a temática traduzirá opções de diversas nacionalidades sobre filmes que se destacaram na história do cinema especialmente pela atuação do principal ator masculino de cada produção. Nas páginas que se seguem apresenta-se na íntegra o programa idealizado por Lauro António anunciando-se ainda para Maio, duas sessões especiais, para assinalar a morte do grande realizador Milos Foreman recentemente ocorrida e ainda a celebração dos 50 anos da estreia de um marco intransponível do cinema de autor: 2001 Odisseia no Espaço de Stanley Kubrick. Do resto da programação e para além de diversos Congressos e Simposiuns que ocuparão alguns dias, a nossa grande sala concelhia

destacam-se por ordem de calendarização atividades de múltiplos géneros das artes de palco a saber: O segundo concerto do V Ciclo de Concertos Íntimos com Tiago Bettencourt, um concerto da Orquestra Académica Metropolitana subordinado à magia gershwiniana de Um Americano em Paris. Seguem-se Novas Sonoridades na Ópera com Maria João Matos (vencedora do projeto Luisa Todi Jovens Clássicos de 2015) com a colaboração de uma orquestra de metais os Portuguese Brass e com a atuação do Coral Infantil de Setúbal, a primeira visita ao renovado Fórum Municipal Luísa Todi da Companhia dirigida por João Lourenço, o Teatro Aberto com Um Dia Uma Vida, magnífica obra de Ruy Belo com encenação de Marta Dias, e o contacto com o programa nº IV da série da Orquestra Metropolitana de Lisboa - Integral das Sinfonias de Brahms. Para além da 4ª sinfonia do mestre de Hamburgo nascido no mês de Maio de 1833 apresenta-se no grande auditório um dos mais destacados pianistas portugueses, Miguel Borges Coelho, que nos apresentará a sua interpretação do concerto para piano e orquestra nº 2 op. 21 de Chopin sob a direção do maestro Reinaldo Guerreiro. Para além destas orquestras destaca-se a apresentação da Norwalk Youth Symphony Orchestra – EUA da responsabilidade do Conservatório Regional de Setúbal. Para além de algumas produções da DICUL da CMS e de organismos culturais de ensino da cidade de Setúbal destaco a finalizar o grande êxito do momento do Dead Combo o disco lançado em Abril passado já no top de vendas intitulado Odeon Hotel e que contará com a presença de Tó Trips, Pedro Gonçalves, Alexandre Frazão, Gui e António Quintino. No final desta autêntica maratona de espetáculos para diversos tipos de público só me resta desejar a todos que connosco vivem a arte os votos de ótimas férias.

João Pereira Bastos

Diretor