6 Março 21:30
Concerto pela Banda da Armada

Onde: Sala Principal

Custo: Entrada livre

Banda da Armada (cartaz 2) Título: Concerto pela Banda da Armada
Sinopse: Concerto inédito da Banda da Armada, em que, pela primeira vez em Portugal, uma banda militar é dirigida por uma maestrina, neste caso italiana Chiara Vidoni
Direção: Maestrina Chiara Vidoni
Agenda: 6 de março, sexta-feira, 21h30
Bilhetes: Entrada livre
Outras Informações: Espetáculo do programa Março Mulher, que assinala em Setúbal o Dia Internacional da Mulher

Ao longo dos tempos a Banda da Armada, da Marinha Portuguesa, tem desenvolvido um trabalho de grande interesse público, tanto ao nível do cerimonial militar e do protocolo de Estado, como no âmbito cultural, onde tem realizado concertos em território português e estrangeiro.

Tem-se pautado por uma constante evolução e inovação, como é exemplo a permuta de conhecimentos ao incluir elementos exteriores ao seu quadro orgânico, nas suas apresentações públicas.

No concerto que a Banda da Armada apresenta agora no âmbito do programa Março Mulher, que assinala o Dia Internacional da Mulher, aparece em público pela primeira vez sob direção de uma maestrina, a Chiara Vidoni.

Nascida em Itália, mais precisamente em Udine, Chiara Vidoni é diretora das escolas de música de Bertiolo e Passons e também diretora musical do International Composition Contest, do National Wind Ensemble Contest e do International Wind Band Contest, em Friuli, Veneza.

O concerto conta ainda com o contributo especial de Vera Pereira, solista em flauta transversal.

Professora de flauta do Curso de Música do Instituto Piaget/ISEIT e membro da Banda da Armada Portuguesa desde 2002, Vera Pereira ganhou o Prémio de Interpretação nas Jornadas Nova Música, em Aveiro, em 2001, e o terceiro lugar no nível superior de flauta no Concurso da RDP Prémio Jovens Músicos, em 2004.

O reportório a apresentar no concerto desta noite inclui os temas “Early Light”, de Carolyn Bremer, “Euterpe”, de Ferrer Ferran, “Brillante Symphonie”, de Ida Gotkovsky, “A Movement for Rosa”, de M. Camphouse, “Aida” – Gran Finale – Atto II”, de Giuseppe Verdi e arranjos de Franco Cesarini, “Evita”, de A. L. Webber e arranjos de Marcel Peters, e “Elisabeth”, de Kunze-Levay e arranjos de De Meij.